Terça, 15 de Junho de 2021
14981559897
Polícia MEIO AMBIENTE

Polícia Ambiental aplica multa de R$ 3,2 mil em sitiante no Bairro Itiratupã

Proprietário foi autuado por dificultar a regeneração natural em área de preservação permanente, as chamadas APPs

09/06/2021 13h23 Atualizada há 15 horas
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Área de preservação afetada pela ação do proprietário.
Área de preservação afetada pela ação do proprietário.

O proprietário de um sítio localizado no Bairro Itiratupã em Garça, recebeu uma multa de R$ 3.255,00 aplicada por policiais ambientais, por dificultar a regeneração natural em área de preservação permanente, as chamadas APPs. A infração foi descoberta durante a Operação Paz e Proteção realizada nesta terça-feira, data que os policiais foram até a propriedade a fim de constatar eventuais intervenções em área de preservação permanente.

 

“Durante a fiscalização pudemos observar que houve a intervenção na área de preservação permanente de um córrego ali existente, mediante roçagem de vegetação e tombamento de terra, totalizando uma área atingida de 0,651 hectares. Diante dos fatos efetuamos contato com a responsável pelo imóvel, o qual nos informou que comprou a área há poucos anos e que estava preparando a terra para formação de pastagem, que desconhecia o tamanho da área a ser preservada”, informou em nota o Batalhão da Polícia Ambiental de Marília.

Foi elaborado o Auto de Infração Ambiental com multa simples, no valor de R$ 3.255,00, por dificultar a regeneração natural de demais formas de vegetação, em área de preservação permanente de curso d'água. Além da multa, o responsável responderá criminalmente pela infração.  

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.