Sexta, 24 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Garça - SP

Dólar
R$ 5,35
Euro
R$ 6,26
Peso Arg.
R$ 0,05
Geral AGRICULTURA

Abertas inscrições para o 4º Concurso de Cafés Especiais da Região de Garça

As inscrições prosseguem até o dia 20 de setembro, e podem participar produtores de Garça e toda a região abrangida pela área de Indicação Geográfica (IG).

13/09/2021 às 06h27
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Compartilhe:
O cafeicultor Wilson da Silva (na foto ao lado de Samuel Peres) já levou o prêmio de melhor produtor de café.
O cafeicultor Wilson da Silva (na foto ao lado de Samuel Peres) já levou o prêmio de melhor produtor de café.

Estão abertas até o dia 20 de setembro, as inscrições para o 4º Concurso de Qualidade do Café de Garça e Região, edição 2021 que será realizado nos dias 14 e 15 de outubro. 

Entre os principais objetivos do evento estão à identificação, promoção e premiação dos agricultores de cafés de qualidade – arábica, além do incentivo a constante melhoria da qualidade como meio eficaz na conquista de mercado e agregação de valores ao produtor. O concurso também fomenta a visibilidade dos cafés de Garça e região e estimula a adoção de boas práticas durante toda a cadeia produtiva. 

Com um mercado cada vez mais exigente – inclusive os consumidores leigos também estão “entendendo” um pouco mais sobre o café, suas nuances, aromas, procedências e sabendo apreciá-lo de modo diferenciado – o concurso serve como uma excelente vitrine para os agricultores. 

A Região de Garça, no estado de São Paulo, busca se consolidar como origem produtora de cafés especiais. Nesse sentido, uma das principais iniciativas é a seleção e premiação dos melhores lotes produzidos a cada ano. O Concurso de Cafés Especiais da Região de Garça vem se destacando ano após ano como a principal vitrine para os produtores de cafés especiais da região.

Promovido pelo Conselho do Café da Região de Garça (ConGarça), o concurso tem apoio da Associação dos Produtores de Cafés Especiais da Região de Garça e produtores voluntários, Prefeitura Municipal de Garça, CDRS, Cati, Conab, Sebrae e Associação Comercial de Garça (Acig), e empresas que se agregam ao longo do processo. 

Para participar, o cafeicultor deve ter propriedade localizada em um dos quinze municípios que farão parte da indicação geográfica da Região de Garça: Garça, Vera Cruz, Gália, Fernão, Duartina, Lucianópolis, Alvinlândia, Lupércio, Ocauçu, Álvaro de Carvalho, Júlio Mesquita, Guarantã, Pirajuí, Cafelândia e Marília.

A exemplo anos anteriores, “competição” pelos melhores cafés seguira todo um regulamento, que deve ser seguido para que não haja a desclassificação de nenhum participante. Tudo será acompanhado por comissões organizadora e julgadora, composta por membros própria associação e produtores voluntários. 

Os concorrentes disputam com lotes de café Arábica em suas categorias: Café Natural (café recém-colhido, lavado ou não, seco em terreiro ao sol ou secador) e Cereja Descascado (frutos verdes separados dos maduros após lavagem, sendo descascados para posterior secagem). Na primeira fase a classificação será realizada por meio de análise senrorial. 

A classificação final será pela maior pontuação, tendo como critério: fragrância, aroma, sabor, doçura, uniformidade, balanço, acidez, amargor, corpo, sabor residual e adstringência.

Para se inscrever o produtor deverá depositar o lote de café na CONAB. Depois deverá preencher a ficha de inscrição e apresentar os seguintes documentos: cópia do CPF, do RG, comprovante de depósito na CONAB e cartão de produtor rural (CNPJ). A inscrição é isenta de taxas ou qualquer ônus para o participante. 

No encerramento do concurso serão ofertadas premiações para os primeiros, segundos e terceiros colocados de cada categoria. Todos os produtores inscritos receberão laudo de qualidade do café e certificado de participação no concurso que encerra no próximo mês. 

 Sobre a Região 

de Garça

Com mais de 100 anos de história na cafeicultura e um terroir único, a Região de Garça está conquistando espaço nos mercados nacionais e internacionais. No mercado interno, os grãos são utilizados por dezenas de marcas de café torrado e moído como microlotes ou na composição de blends. 

No mercado externo, o município de Garça se destaca como um dos maiores exportadores de café do estado de São Paulo. O café produzido na região foi exportado para mais de 20 países em 2019.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.