Sexta, 24 de Setembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Garça - SP

Dólar
R$ 5,35
Euro
R$ 6,26
Peso Arg.
R$ 0,05
Geral COMBUSTÍVEL

Abusivo: vereador questiona aumento dos combustíveis em Garça após paralisação

Por entender que se trata de uma falta de respeito com o consumidor, e até mesmo um ataque à relação de consumo, o vereador Marquinhos prometeu acionar o Procon para fiscalizar o setor e externou o descontentamento da população que o procurou.

09/09/2021 às 21h48 Atualizada em 13/09/2021 às 06h47
Por: Da Redação Fonte: Garça em Foco
Compartilhe:
Vereador Marquinhos Moreira (Republicanos) de Garça em uma de suas lives no Facebook sobre os valores dos combustíveis.
Vereador Marquinhos Moreira (Republicanos) de Garça em uma de suas lives no Facebook sobre os valores dos combustíveis.

Após ameaças de greve dos caminhoneiros pela região de Garça, motoristas de todas as cidades próximas entraram em desespero na busca combustíveis na noite desta quarta-feira (8), com medo de que a manifestação afetaria o abastecimento. Eles lotaram os postos da região e em Garça não foi diferente. Houve uma verdadeira corrida aos postos, com registros de filas enormes de veículos.

Mas o que se imaginou, não se concretizou. E pior: aquela velha máxima da “oferta/procura” fez o preço aumentar repentinamente, sem qualquer explicação. A gasolina comum, que era encontrada na cidade a R$ 5,57 até poucos dias, amanheceu nesta quinta custando a R$ 5,99. E não houve nenhum reajuste de impostos federais e nem estaduais para o aumento repentino que afeta grande parte da população. 

Como não poderia ser diferente, o aumento causou revolta nos consumidores. O vereador Marquinho Moreira (Republicanos) de Garça, decidiu comprar a briga e protestou nas suas redes sociais. Ele afirmou que não houve falta de combustíveis na cidade, já que na tarde desta quinta-feira (9) vários postos foram abastecidos por caminhões tanque. Porém, os preços estão mais altos, de forma injustificável e completamente abusiva. "Acabou de chegar aqui no posto 30 mil litros de combustível, qual o motivo do acréscimo no preço?", questionou o edil em postagem em rede social. O edil visitou grande parte dos postos da cidade, publicou os preços praticados e fez um questionamento público aos empresários. "Desse jeito, daqui a pouco estaremos pagando 7, 8, 9 reais na gasolina", completou.

Por entender que se trata de uma completa falta de respeito com o consumidor, e até mesmo um ataque à relação de consumo, Marquinhos prometeu acionar o Procon para fiscalizar o setor.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.