Sexta, 24 de Setembro de 2021
24°

Poucas nuvens

Garça - SP

Dólar
R$ 5,34
Euro
R$ 6,25
Peso Arg.
R$ 0,05
Polícia POLICIAL

Homem de 56 anos é preso acusado de estupro contra menor de 11 anos no Labienópolis

Os policiais militares foram acionados e detiveram o acusado que chegou a levar alguns socos e pontapés dos vizinhos revoltados, que além de evitarem sua fuga por pouco não o lincharam.

01/09/2021 às 06h52 Atualizada em 02/09/2021 às 17h15
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Compartilhe:
Delegada Renata Yumi, titular da DDM de Garça, que fez a prisão do acusado.
Delegada Renata Yumi, titular da DDM de Garça, que fez a prisão do acusado.

Foi preso na tarde desta quarta-feira em Garça, um homem de 56 anos, acusado de estupro contra uma menor de 11. O fato ocorreu na rua Francisco da Silva Braga no Bairro Labienópolis, onde reside o acusado, que teria sido flagrado por vizinhos molestando a garotinha. O caso foi registrado na Delegacia de Defesa da Mulher, que espera o exame de corpo de delito na menor para saber se houve realmente o ato sexual.

Era por volta das 14h30 quando testemunhas denunciaram o ocorrido à Polícia Militar. O fato foi descoberto após vizinhos do homem estranharem quando a menor entrou na casa e ficou sozinha na companhia do acusado. Desconfiado, um dos moradores foi averiguar o que estava ocorrendo e flagrou o homem sem roupas tentando praticar o ato sexual com a menina.

Atraídos pela gritaria e agitação, vários moradores próximos se aglomeraram na frente da casa e além de evitarem a fuga do indivíduo, ainda tentaram linchá-lo pela prática do delito considerado imperdoável. Os policiais militares foram acionados e detiveram o acusado que chegou a levar alguns socos e pontapés dos revoltosos. Conduzido à Delegacia de Defesa da Mulher, o homem permaneceu preso para responder pelo delito. A delegada titular Renata Yumi Ono começou a ouvir as testemunhas para apurar todas as circunstâncias do crime, e nesta quarta a garotinha deve passar por exame de corpo de delito junto ao IML (Instituto Médico Legal), que vai revelar se houve a conjunção carnal. O Garça em Foco segue acompanhando o caso. Por envolver menor de idade, a identidade dos envolvidos não foi divulgada para preservar a vítima.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.