Sexta, 24 de Setembro de 2021
27°

Poucas nuvens

Garça - SP

Dólar
R$ 5,35
Euro
R$ 6,26
Peso Arg.
R$ 0,05
Geral PANDEMIA

Depois de 44 dias internado, garcense Nilson Bataglia comemora a vitória sobre a Covid-19

O Portal Garça em Foco conversou com o garcense Nilson Bataglia, que venceu a Covid e hoje ainda está em processo de recuperação para superar as sequelas. Seu relato é de medo e sofrimento físico, mas também de resiliência, fé, esperança e agradecimento.

30/08/2021 às 12h26
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Compartilhe:
Nilson Bataglia: história de superação.
Nilson Bataglia: história de superação.

O professor Nilson Bataglia se notabilizou por seu trabalho constante junto à comunidade garcense, com trabalhos de relevância, como a condução da implantação da Fatec - Faculdade de Tecnologia de Garça ou, mais recentemente, no comando da diretoria da Apae - Associação dos Pais e Amigos do Excepcional de Garça, assim como nas atividades promovidas pelo Lions Clube local.

No dia 21 de junho passado, ele começou a sentir alguns desconfortos, com sintomas que lembravam um resfriado normal. Começava ali uma luta intensa, que fez com que o professor tivesse de buscar forças extremas para vencer, como indica seu sobrenome, uma batalha intensa contra a Covid-19, que ele não sabe onde contraiu, já que havia tomado as duas doses da vacina e buscava tomar muito cuidado em relação a aglomerações.

Foram dias e mais dias, mas com um resultado feliz aparecendo ao final de tanta luta.

No dia 26 de junho, após a realização do teste, o positivo para covid-19 apareceu e os sintomas foram se tornando mais fortes, como tosse e queda de saturação.

No dia 28 daquele mês, o educador foi internado com um quadro de falta de ar. Chegou a voltar para casa, mas, em 02 de julho, foi novamente internado, desta feita na UTI - Unidade de Terapia Intensiva do Hospital São Lucas. A situação foi se agravando e, por 28 dias Bataglia, esteve entubado. No total, foram 41 dias de UTI e outros três de enfermaria.

No último 24 de agosto, o presidente da Apae completou 74 anos e comemorou mais um ano de vida com sua família. Foi uma comemoração diferente, já que também pode celebrar a vitória contra uma doença silenciosa, pouco conhecida e que fez com que sua situação chegasse a se mostrar bastante delicada, com cerca de 50% de comprometimento dos pulmões.

Ainda com muita dificuldade para falar, Bataglia tem o acompanhamento direto da esposa Marilena, dos filhos Beto e Nélio, assim como dos netos Gabriela, Eduardo e Murilo. Marilena diz que, durante o longo período de internação, as orações pela recuperação foram constantes.

“Depois que ele saiu, agora o nosso papel é ficar junto com ele, ajudar em tudo que ele precisa, continuar orando pela sua recuperação; cada dia é um degrau e vai melhorando, é um degrau por vez”, falou a esposa.

Como passou por muitos dias internado, Bataglia teve uma diminuição considerável na massa muscular e agora realiza sessões de fisioterapia para voltar ao estágio anterior da doença. 

Alguns resultados já são visíveis, conseguindo se alimentar sozinho, movimentando braços e pernas e se sentando sem a ajuda de outras pessoas. Ele também vem passando por trabalhos de fonoaudiologia para melhorar a fala.

A família aproveita a oportunidade para apresentar seu agradecimento a toda a equipe da Unidade de Pronto Atendimento de Garça, assim como do Hospital São

Lucas. “Eles têm nossa eterna gratidão, os médicos, enfermeiros e a equipe em geral por ter prestado essa ajuda”, declara Marilena.

“Nunca imaginava passar por isso. A gente acha que nunca vai acontecer, mas, infelizmente, ocorreu e agora tenho de focar na recuperação”, encerra o professor Nilson Bataglia, com a confiança de ter superado um dos momentos mais complexos de sua vida.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.