Sábado, 31 de Julho de 2021
(14) 98155-9897
Saúde PANDEMIA

Covid mata rapaz de apenas 32 anos em Garça

Adilson Aparecido Ferreira, o Dilsinho, morador da Vila Araceli, é a mais recente vítima fatal da pandemia que já tirou a vida de 116 garcenses.

01/07/2021 14h25 Atualizada há 4 semanas
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Dilsinho tinha apenas 32 anos (Foto: rede social)
Dilsinho tinha apenas 32 anos (Foto: rede social)

Foi sepultado de forma direta na manhã desta quinta-feira no Cemitério Santa Faustina, o corpo do garcense Adilson Aparecido Ferreira, 32 anos, a mais recente vítima fatal da pandemia que já tirou a vida de 116 garcenses. Dilsinho, como era carinhosamente chamado pelos amigos, faleceu nesta quarta-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde estava internado lutando contra as complicações da Covid-19. Filho de Ivanilde Ateles Ferreira, Dilsinho residia na rua Mário Herédia em Vila Araceli, e teve sua morte prematura muito lamentada pelos amigos através de mensagens nas redes sociais. Uma delas veio do amigo Kauê Benitez. “Esteja em paz Dilsinho. Faltam palavras. Vamos relembrar os melhores momentos (..), mas lembrar de você hoje é sorrir com tristeza. Difícil ver você partir tão novo. Lembranças estarão guardadas em nossos corações. Descansa em paz”, escreveu.

Mais um jovem morreu de Covid, uma tristeza enorme sem fim”, lamentou Vânia Silva. Maria Eduarda de Luca descreveu em palavras sua dor de perder o amigo. “Gente boa demais. Hoje Deus o quis ao lado dele. Não dá para entender o porquê de tanto jovem indo embora com essa doença cruel. Descansa em paz amigo, e que Deus possa confortas os todos familiares e amigos. Só Deus para dar forças nesse momento tão difícil”.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.