Segunda, 14 de Junho de 2021
14981559897
Saúde PANDEMIA

Covid não dá trégua: diante do aumento de casos e UTIs lotadas, prefeito faz alerta

Média diária de novos casos aumentou de 11,9 no mês passado para 18 em maio.

22/05/2021 11h55 Atualizada há 3 semanas
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
João Carlos usou as redes sociais para fazer alerta.
João Carlos usou as redes sociais para fazer alerta.

Aos poucos, o Governo do Estado vem flexibilizando as regras da quarentena, permitindo a abertura cada vez mais ampla dos estabelecimentos considerados não essenciais. Assim como outras cidades, Garça constatou uma ligeira desaceleração momentânea nos números da Covid-19, situação que gerou alívio para a população, gestores e trabalhadores da saúde. Porém, isso ainda não significa que o novo coronavírus deu uma trégua. Muito pelo contrário. Ainda é alto o índice de contaminação e o número de mortes provocadas pela doença no município.

Os dados são preocupantes e apontam para uma maior incidência da pandemia em relação ao mês passado. Durante todo o mês de abril foram registrados 370 novos casos. Já entre os dias primeiro e 21 deste mês de maio, a Secretaria de Saúde confirmou 381 novos pacientes com Covid. Isso significa dizer que a média diária subiu de 11,9 em abril para 18 somente nesses 21 dias de maio. 

A doença também continua tirando a vida de muitos garcenses. No mês passado foram 14 óbitos. Agora em maio, 13 pessoas já perderam a batalha para a Covid em 21 dias. Além disso, a situação fica mais crítica quando se observa que não há vagas em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). O Hospital São Lucas está com seus 10 leitos de UTI-Covid ocupados, e os hospitais de Marília e região também registram quase 100% de ocupação.

O número de pacientes de Garça na UTI, que chegou a 12, havia caído drasticamente para somente três até início desta semana. Porém, voltou a subir novamente e até esta sexta-feira sete garcenses necessitavam de tratamento intensivo. Outros nove estão hospitalizados em leitos clínicos. Apenas nesta semana, a cidade registrou 168 novos casos da Covid-19, aumentando para 3.447 confirmações desde o início da pandemia. O total de pessoas em isolamento, que inclui pacientes positivados e seus familiares mais próximos, está em 778.

Para o prefeito João Carlos dos Santo, o momento é “preocupante”. Ao saber da ocupação quase total de todos os leitos de UTI disponíveis na região, o chefe do Executivo veio a público esta semana alertando para a grave situação que impacta diretamente na flexibilização das atividades, e que a população tem papel fundamental nessa retomada da economia. 

“É importante entender que a flexibilização da quarentena que ocorre nesse momento possibilitando o retorno das atividades comerciais está diretamente atrelada a capacidade de atendimento dos hospitais e principalmente ocupação de leitos de UTI. Por isso é imprescindível entendermos que os serviços de saúde estão no seu limite e cada cidadão tem responsabilidade nisso”, enfatizou.

João Carlos salientou que nos últimos meses, todas as esferas governamentais vêm desenvolvendo inúmeras ações para amenizar o impacto da pandemia, como aquisição de vacinas e ampliação leitos de UTI. Além disso o Instituto Butantã distribui amplamente as vacinas para todos os municípios. Em Garça, especificamente, foi criado o Centro de Referência para casos leves e moderados para pessoas com sintomas, e hoje a cidade conta com 20 leitos de UTI no Hospital São Lucas, 10 deles destinados a casos clínicos e outros 10 exclusivos para pacientes com Covid. 

“Tudo isso são iniciativas muito importantes para que a gente possa superar esse momento crítico da pandemia. Porém, é necessário nesse momento se precaver seguindo todas as orientações básicas, como uso de máscara e álcool em gel, lavar constantemente as mãos, e evitar qualquer tipo de aglomeração”, alertou o prefeito. “Nós temos que trabalhar, mas precisamos preservar as vidas. E para isso, conto com a atitude e a contribuição de todos”, finalizou.    

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.