Quinta, 06 de Maio de 2021
14981559897
Saúde CORONAVÍRUS

Governo de São Paulo prorroga fase de transição e amplia horário do comércio

O governo anunciou ainda que deverá anunciar, na semana que vem, uma reformulação do Plano São Paulo, para se adequar à nova realidade da pandemia do país.

28/04/2021 16h03 Atualizada há 7 dias
Por: Da Redação Fonte: Garça em Foco
Governo de São Paulo prorroga fase de transição e amplia horário do comércio

O governo de São Paulo anunciou hoje a prorrogação da fase de transição do Plano São Paulo a partir do próximo sábado (1º) até o dia 9 de maio, em todo o estado. O horário do comércio e do setor de serviços foi ampliado para permitir o funcionamento das 6h às 20h.

Até esta sexta-feira (30), seguem as regras estabelecidas anteriormente, de funcionamento das 11h às 19h, com horário limite de funcionamento de oito horas para alguns setores. O limite de ocupação dos estabelecimentos, de 25% da capacidade, continua o mesmo, assim como a vigência do toque de recolher entre 20h e 5h, o objetivo é diminuir a circulação de pessoas à noite.

Na prática, até agora, os estabelecimentos poderiam abrir, mas, no máximo durante oito horas por dia. Algumas academias, por exemplo, decidiram abrir por quatro horas durante a manhã e mais quatro, no fim do dia. Agora, com a mudança, não há limite de horas para o funcionamento, desde que seja respeitado o intervalo das 6h às 20h.

Os parques estaduais e municipais também permanecerão com o horário de funcionamento já vigente, das 6h às 18h.

O governo paulista segue recomendando ainda a manutenção do teletrabalho sempre que possível e o escalonamento do horário de entrada e saída para o comércio, serviços e indústria.

"Nós estamos tendo uma redução de leitos de UTI ocupados de mais ou menos 1% por semana", justificou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen. "Essa redução continua se sustentando, mas precisamos novamente deste trabalho 25% de ocupação, toque de recolher, teletrabalho para as atividades administrativas não essenciais e o escalonamento do horário de entrada e de saída de comércios e indústria."

O que muda:

  • Fase de transição tem ocupação máxima menor (25%) do que a laranja (40%).
  • Fase de transição não tem limite de oito horas de funcionamento entre 6h e 20h como a fase laranja.
  • Fase laranja não tem toque de recolher nem sugestão de escalonamento do transporte de funcionários.

O governo anunciou ainda que deverá anunciar, na semana que vem, uma reformulação do Plano São Paulo, para se adequar à nova realidade da pandemia do país, com números mais altos e um percentual da população vacinada.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.