Terça, 20 de Abril de 2021
14981559897
Geral PANDEMIA

Comissão de Saúde da Câmara de Garça quer mobilização em busca de enfrentar momento delicado atual

Segundo o presidente da comissão, vereador Adhemar Marcondes, o objetivo é achar um equilíbrio entre saúde pública e o fomento da economia para que o comerciante não vá à falência. Reunião com grandes empresários da cidade foi sugerida pelo presidente e pelos membros Dr. Marcelo Miranda e Bacana.

23/03/2021 21h57 Atualizada há 4 semanas
Por: Da Redação Fonte: Garça em Foco
Vereadores membros da Comissão de Saúde: Dr. Marcelo Miranda, Adhemar Marcondes e Bacana
Vereadores membros da Comissão de Saúde: Dr. Marcelo Miranda, Adhemar Marcondes e Bacana

A Comissão Permanente de Saúde, Educação e Assuntos Sociais da Câmara Municipal de Garça, formada pelos vereadores Marcelo Miranda (Republicanos), Bacana (PSDB) e Adhemar Marcondes de Moura Filho (MDB), diante do atual cenário vivido em Garça e em todo o país, com a pandemia do novo coronavírus, realizou reuniões recentes e ampliou estudos, visando encontrar algumas alternativas para o enfrentamento da crise sanitária e econômica que cresce a cada dia.

O presidente dessa Comissão, Adhemar Marcondes de Moura, avalia que, após os encontros e estudos, foi levantado um direcionamento de que era necessário se movimentar. "Estamos num túnel escuro, não sabemos onde está a luz, mas temos essa responsabilidade com a comunidade e queremos colaborar com o poder executivo", diz o vereador. 

“Eu, juntamente com o Dr. Marcelo Miranda e o Bacana, estamos muito inquietos, não estamos medindo esforços e muito empenhados em busca de algo que realmente possa contribuir com a nossa cidade”, diz Adhemar.

Essa movimentação da Comissão fez com que fossem desenvolvidos pensamentos, ideias, a análise de textos, de estudos, com o foco para achar um equilíbrio entre a saúde pública de qualidade e formas de atender a economia para que o comerciante não vá à falência.

Adhemar indicou que manteve contato com o professor do curso de mestrado em saúde da Universidade de Araraquara, Rogério Margonar, que o orientou que o importante para a avaliação de um estudo sobre a crise atual é começar tudo do zero, a partir de agora, visando diminuir impactos.

Nessas reuniões e estudos não foram observadas conclusões específicas, mas houve uma convergência sobre que existe a necessidade de se pensar num futuro incerto e que, é mais que urgente que ideias sejam apresentadas, uma vez que as pessoas já estão sendo prejudicadas economicamente ou, pior ainda, vendo entes queridos perder a guerra contra a covid-19.

O presidente da Comissão sustentou que, além dos estudos e levantamentos de ideias, algumas outras ações já foram realizadas. Contatos foram mantidos com João Galhardo e Fábio Dias, presidente e gerente da Acig (Associação Comercial e Industrial de Garça), respectivamente, com a entidade oferecendo uma listagem de empresas de maior potencial econômico e que podem ser geradoras de emprego. 

Também houve o contato com a AHBB (Associação Hospitalar Beneficente do Brasil), por meio de Rogério Miotello, diretor de relações institucionais dessa empresa, que apresentou as reais necessidades imediatas para o atendimento em relação à Covid-19 na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) garcense, como oxigênio, sedativos e neurobloqueadores, indispensáveis para pacientes que necessitam de entubação.

Diante disso, os membros da Comissão irão elaborar um ofício direcionado às empresas elencadas pela Associação e no qual irão solicitar o apoio diante das necessidades imediatas apresentadas pela AHBB, já enviadas aos vereadores. 

Ao mesmo tempo também houve o contato com a secretária municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Hélide Maria Parrera, também buscando levantar as questões sociais mais imediatas do município, verificando a real necessidade de um significativo número de famílias que se mostram amplamente afetadas neste momento, devido aos efeitos causados pela covid-19, mas até o encerramento desta matéria a secretária não havia enviado algum relatório aos vereadores.

"Temos de incentivar a população de Garça, junto com o Legislativo, com a Acig, com a AHBB, com o Executivo para que possamos pensar num futuro para diminuirmos o impacto. Temos de pensar em ajudar as pessoas, pensar em questões de cidadania, de biossegurança", afirma o vereador Adhemar Marcondes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.