Terça, 20 de Abril de 2021
14981559897
Polícia POLICIAL

Decretada prisão preventiva de autor de tentativa de homicídio no final de semana

Justiça acatou pedido do delegado Marcelo Idalgo Malinverne, responsável pela autuação do acusado, que esfaqueou e perfurou o pulmão de seu desafeto no sábado.

22/03/2021 16h23 Atualizada há 4 semanas
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Delegado Marcelo Idalgo Malinverne pediu e conseguiu a preventiva do acusado.
Delegado Marcelo Idalgo Malinverne pediu e conseguiu a preventiva do acusado.

O garcense M.T.P. 34 anos, morador na rua são José em Vila Araceli, autuado em flagrante acusado de tentativa de homicídio no final de semana, vai continuar preso até ser julgado, ou que a Justiça decida em contrário. Foi o que informou à reportagem do Garça em Foco o delegado Marcelo Idalgo Malinverne, responsável pela autuação do acusado, que foi preso após esfaquear e perfurar o pulmão de J.M.R, de 31 anos.  

O crime aconteceu na tarde sábado, por volta das 17 horas, na rua Santa Eulália 163, Vila José Ribeiro. Pelo que foi apurado, o crime ocorreu por motivo fútil, após uma discussão e troca de empurrões entre as partes. Após esfaquear a vítima, o acusado permaneceu próximo do local dos fatos, e foi detido por policiais militares. Interrogado, confessou o delito e disse que se tivesse uma .40 (pistola utilizada por policiais militares), “teria enchido a cara dele de bala" e o “matado ali mesmo”.

“Ao ser ouvido informalmente pelos militares, o indiciado narrou que a vítima teria empurrado ele diversas vezes, tendo, ainda, xingado a sua mãe, o que caracteriza a natureza fútil da motivação do crime”, relata o novo delegado da Delegacia do Município de Garça, no boletim de ocorrência. A arma utilizada na tentativa de homicídio, uma faca de cozinha com aproximadamente 18 centímetros de lâmina, foi apreendida. Durante elaboração do flagrante, a polícia manteve contato com o médico responsável pelo atendimento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A informação é que o estado de saúde da vítima era estável, e que o rapaz possuía uma lesão na altura das costelas, com perfuração do pulmão.

Diante da gravidade do crime, considerado hediondo, o delegado de plantão autuou M.T.P em flagrante por tentativa de homicídio, e ainda solicitou a conversão da prisão em flagrante em preventiva, pedido que foi atacado pela Justiça. Com a decisão, o autor permanecerá preso até que o processo seja julgado, ou até que consiga a liberdade provisória para responder em liberdade. As informações apuradas é que a vítima não corre risco, e inclusive teria se evadido da UPA após ter recebido atendimento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.