Terça, 20 de Abril de 2021
14981559897
Geral LUTO

Tristeza: morre Benê Varonelli, ícone da comunicação e da música garcense

O ex-radialista foi um dos grandes comunicadores do rádio garcense, e também destacou na música, cantando e tocando seu inseparável cavaquinho.

19/03/2021 13h02 Atualizada há 4 semanas
Por: Francisco Alves Neto Fonte: Da redação
Benê Varonelli faleceu aos 74 anos.
Benê Varonelli faleceu aos 74 anos.

Um dia de tristeza para toda a comunidade garcense, especialmente os amantes do radialismo e da música. Faleceu nesta manhã o ex-radialista Benedito Varonelli, 74 anos, um dos grandes comunicadores do rádio garcense, que também se destacou na música cantando e tocando seu inseparável cavaquinho. Ainda não foi possível apurar a causa da morte, que possivelmente foi de causas naturais. 

Dono de uma voz única e inconfundível, Benê Varonelli, como era mais conhecido, trabalhou inicialmente na Voz de Garça na chamada “era do rádio”, depois na tradicional Rádio Clube de Garça, e mais recentemente Rádio Universitária. Talentoso, atuou nas rádios Clube e Dirceu de Marília, e marcou época nos microfones entre os anos 70/90, trabalhando ao lado de grandes feras do rádio, como Clodoaldo Serzedelo, Alfeu Stoque, José Nello Marques, João Colombani, Tadeu de Brito, Zancopé Simões, além do Nilson Bastos Bento. Tudo graças ao “vozeirão” grave, tão marcante nos radialistas de outrora. O seu programa de maior sucesso foi " Músicas para ouvir baixinho", direcionado aos jovens enamorados.

O rádio nunca foi a atividade principal do Benê. Paralelamente exerceu outras atividades. Trabalhou na Prefeitura, Padaria do Takiuti, Frigus, e por último no SAAE, quando atingiu a merecida aposentadoria. Embora Garça fosse sua cidade do coração, Benê Varonelli nasceu no vizinho município de Pirajuí, mas veio ainda garoto para a Sentinela do Planalto.

Irreverente e sempre bem-humorado, o músico encantava quando surgia numa roda de samba com seu no cavaquinho. Como locutor, recebeu e recusou inúmeros convites para atuar em grandes emissoras da capital, mas preferiu a tranquilidade de viver ao dos familiares em Garça, onde colecionou incontáveis amigos que hoje choram sua morte. Benê deixou esposa e filhos. Ainda não informações sobre horário de velório e sepultamento. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.