Terça, 02 de Março de 2021
14981559897
Polícia DESVENDANDO

Polícia apura controvérsias e ainda tenta desvendar crime bárbaro em Pompeia

Fabrício confessou que matou a criança por asfixia, mas de acordo com a polícia, vítima foi encontrada com lesão na cabeça; Polícia aguarda laudo da morte para concluir inquérito. Mãe e filha foram encontradas enterradas no quintal de casa.

16/02/2021 15h15 Atualizada há 2 semanas
520
Por: Da Redação Fonte: Garça em Foco
Polícia apura controvérsias e ainda tenta desvendar crime bárbaro em Pompeia

A Polícia Civil de Pompeia está apurando algumas controvérsias encontradas nos depoimentos do homem que foi preso suspeito de matar a esposa e a enteada de 9 anos. Os corpos das vítimas foram encontrados enterrados no quintal da casa onde moravam no dia 2 de fevereiro.

De acordo com o delegado Cláudio Anunciato Filho, o suspeito disse que matou a enteada Karoline Vitória dos Santos Guimarães por asfixia, mas a vítima foi encontrada com uma lesão na cabeça. Já Cristiane Pedroso dos Santos Arena, de 34 anos, foi morta com um golpe de faca, segundo o suspeito informou à polícia.

Novas testemunhas do caso também estão sendo ouvidas, mas o delegado explicou que ainda não pode informar sobre o andamento das investigações. O inquérito do duplo homicídio deve ser concluído nas próximas semanas.

As autoridades policiais aguardam os laudos com a causa das mortes para concluir o inquérito. As investigações continuam para apurar a história contada por Fabrício Buim Arena Belinato, psicólogo de 36 anos, no depoimento em que confessou o crime.

O delegado informou ainda que a adolescente de 16 anos, enteada do psicólogo, continua negando a participação no assassinato da mãe e da irmã.

A menor está sob custódia da Justiça e mantém a versão de que apenas ajudou a enterrar os corpos no quintal. De acordo com a Polícia Civil, a adolescente combinou o crime com o padrasto por estar apaixonada por ele.

Veja como o Garça em Foco acompanhou e noticiou o caso e entenda: